Loading...

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

ELEIÇÕES 2010


Relatora do PLC 122/06, denominado de "Mordaça Gay" não se reelege.


A senadora Fátima Cleide, relatora do PLC 122/06, "Mordaça Gay" não se reelegeu ao Senado. Embora os líderes do movimento homossexual tenham feito aguerrida campanha em seu favor, ela obteve 16,05% dos votos, a metade do segundo colocado. Soube que a senadora buscou apresentar-se durante a campanha como defensora dos princípios cristãos, mas o povo de Rondônia não enguliu o discurso e mandou-a de volta para casa pelas posições claramente assumidas em favor da agenda gay.


Fátima Cleide colheu o que plantou. Sua derrota demonstra que o povo cristão está cada vez mais atento ao trabalho dos legisladores nas casas legislativas. Não custa lembrar que a senadora agora derrotada fez uso de todos os meios possíveis para aprovar a famigerada lei, forçando, inclusive, a sua entrada em pauta numa madrugada com a presença de poucos senadores no plenário. Queria aprová-la na calada da noite. Por pouco não conseguiu o seu intento.


Certamente a derrota de Fátima Cleide dificultará a tramitação do PLC 122/06 no Senado. Mas todos os que estamos na trincheira da resistência contrários a este projeto que é na verdade uma ditadura homossexual, não abriremos a guarda, pois os estrategistas que querem impor sobre o brasileiro o ¨delito de opinião¨, coisa inexistente como figura jurídica, buscarão outras formas para forçar a sua aprovação.

Devemos da mesma forma ficarmos atentos com nossa Câmara de Vereadores (Rio Grande/RS), onde por unanimidade o vereador do PPS Carlos Fialho Mattos "O Patola", aprovou projeto reservando no calendário municipal o dia 18 de dezembro para passeatas e comemorações do "DIA DO ORGULHO GAY"

Continuemos vigilantes
Forte abraço

Paulo Roldão
Frente Evangélica Parlamentar Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário